Jaraguari MS Notícias (Blog N. 327 do Painel do Coronel Paim) - Parceria: Jornal O Porta-Voz

terça-feira, 25 de outubro de 2011

Agência mantém nota de risco do Brasil e vê futuro estável (Postado por Erick Oliveira)

A agência de classificação de risco Fitch reiterou nesta terça-feira (25) a nota de risco (rating) "BBB" do Brasil, com perspectiva estável. A agência afirmou que a nota do país tem o suporte de um sistema bancário saudável. A Fitch afirma em comunicado que o rating brasileiro é apoiado em um forte colchão de liquidez externa, com reservas internacionais em US$ 350,6 bilhões. Ainda segundo a agência, o Brasil também é sustentado por seu status de credor externo líquido.
A nota do Brasil foi elevada pela Fitch em abril deste ano, de "BBB-" para "BBB", o segundo "degrau" dentro da faixa de grau de investimento. Quanto maior o rating de um país, melhor ele é sob o ponto de vista de atração de investimentos.
A agência advertiu, porém, que a economia do Brasil desacelerou "notavelmente" em 2011, graças ao aperto das políticas monetária e fiscal. Segundo a agência, o crescimento econômico do país no próximo ano também será afetado pela instabilidade externa. No médio prazo, a Fitch afirma que o Brasil tem perspectivas favoráveis de crescimento.
A agência de classificação de risco destaca que o crescimento do crédito desacelerou, em resposta ao aperto monetário e a medidas macroprudenciais introduzidas pelo Banco Central (BC). Por outro lado, as pressões inflacionárias seguem presentes, e o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) deve fechar 2011 perto do patamar superior a 2 pontos porcentuais acima do centro da meta de 4,5%. Apesar a inflação relativamente elevada e das expectativas desfavoráveis de inflação, o BC recentemente começou a reduzir a taxa básica de juros, para reduzir o impacto da crise financeira internacional no Brasil.
Na opinião da Fitch, ainda que o regime de metas de inflação permaneça intacto, a reversão da piora na dinâmica da inflação dará suporte à manutenção da estabilidade econômica e da credibilidade do regime monetário. A Fitch acredita atualmente que o BC tomará as medidas necessárias para evitar uma dinâmica instável da inflação.
Entenda a avaliação de risco de investimento
A avaliação de risco de investimento é um sistema de nota desenvolvido por agências de análise de riscos para alertar os investidores de todo o mundo sobre os perigos do mercado em que eles escolhem para aplicar seu dinheiro.
A partir da nota de risco recebida por determinado país, os investidores podem avaliar se a possibilidade de ganhos (por exemplo, com juros maiores) compensa o risco de perder o capital investido por causa da instabilidade do país em questão.
O principal benefício de o país se tornar "investment grade" é atrair grandes investidores de países desenvolvidos que, por regras dos seus estatutos, só podem investir em ativos considerados de baixo risco.
A classificação da Fitch tem 23 categorias. A principal, AAA, é atribuída a países como Alemanha, Estados Unidos e Suíça. A D, que não é atribuída a nenhum país, é a mais baixa. Países classificados abaixo da categoria BBB- são considerados de "grau especulativo".
De acordo com a agência, o rating "BBB" (BBB+, BBB e BBB-) indica que há baixa expectativa de risco de crédito. A capacidade de pagamento de compromissos financeiros é considerada "adequada".