Jornal de Jaraguari - MS (Blog N. 327 do Painel do Coronel Paim) - Parceria: Jornal O Porta-Voz

quarta-feira, 13 de julho de 2011

Cepal prevê alta de 4% do PIB brasileiro em 2011 e 2012

A Comissão Econômica para América Latina e Caribe (Cepal, da ONU) prevê que o PIB do Brasil crescerá 4% em 2011 e 4% em 2012. Em seu Estudo Econômico da América Latina e do Caribe 2010-2011, apresentado hoje, a Cepal diz acreditar que o PIB da região crescerá 4,7% neste ano e 4,1% em 2012.
"O crescimento regional em 2011 se baseia, em grande medida, no impulso do consumo privado, explicado pela melhora dos indicadores laborais e pelo aumento do crédito. Ao mesmo tempo, o esgotamento da capacidade produtiva ociosa, originado da sustentação da demanda interna, está dando lugar a um aumento dos investimentos que se beneficia de uma disponibilidade de crédito maior e que recupera os níveis alcançados antes da crise", diz o relatório. O documento prevê que a taxa de desemprego média da região se reduza a algo entre 6,7% e 7% em 2011, de 7,3% em 2010.
Segundo o relatório, "no panorama atual, a atração maior que a região exerce para os fluxos de capitais e as pressões altistas das moedas locais poderiam ter um efeito benéfico no curto prazo, que contribuiria para aliviar a pobreza, ao limitar os preços dos alimentos. Apesar disso, essa situação coloca uma série de riscos e dificuldades".
A Cepal recomenda que "as autoridades econômicas da região devem implementar medidas para conter a apreciação cambial, combinando intervenções nos mercados de moedas, controles sobre a entrada de capital e regulamentação financeira.

Essas medidas aumentariam seu potencial se fossem acompanhadas por uma política fiscal orientada a economias no setor público".